Fonte Monumental da Alameda D. Afonso Henriques

Obs.Propriedade Intelectual  de  Catarina Oliveira ( catarina.ccibras@gmail.com) não está autorizada a cópia ou a utilização da informação fora do contexto do Blog que está inserido e sem identificação da autoria.

Imagem

Na Alameda D. Afonso Henriques, ergue-se imponente a Fonte Monumental da Alameda, mais conhecida como  Fonte Luminosa . É por esta fonte que iniciarei a minha viagem pelas Fontes de Lisboa, que é o principal objecto da minha investigação.

A Fonte Monumental foi inaugurada em  30 de Maio de 1948, por Duarte Pacheco, então Ministro das Obras  Publicas celebrando a entrada das águas captadas do Vale do Tejo em Lisboa.

De género Modernista, expressionista, bourdeliano, clássico e naturista. As esculturas de Maximiliano Alves (Lisboa 22 de Agosto de 1888- 22 de Janeiro de 1954) a quem coube as esculturas das Cariátides *, e a Diogo Macedo (Vila Nova de Gaia  22 de Novembro de 1889 – Lisboa , 19 de Fevereiro 1959) e baixos relevos Laterais  a Jorge Barradas (1894-1971) um famoso ilustrador.

A Fonte faz uma certa alusão, ainda que tímida, á famosa fonte de Trevi em Roma.

No por baixo da frondosa queda de água que jorra de 13 janelas, encontram-se 13 mulheres em posição sensual segurando nas mãos búzios.

A letra 13 do Alfabeto Hebraico ou Cabalístico corresponde a MEM que significa a GRANDE MÃE e os Búzios poderão simbolizar o útero  Sabemos que o elemento água, está intimamente ligado ao feminino,  a Afrodite…Que nasceu da espuma da água, após Cronos ter cortado os testículos a Úrano  e os ter lançado à água  segundo a Mitologia Grega. Aliás, a vida na terra advém da água..O Búzio…útero o receptáculo da vida…

Em primeiro  Plano 4 Tágides, ou Melusinas , diferentes das sereias por possuírem 2 barbatanas em vez de 1. Intimamente ligadas à água doce. Estas personagens estão ligadas ao folclore europeu, principalmente ás lendas Celtas e é um dos espíritos da água pré-cristãos.  Normalmente aparece  junto de um curso de água e tem um papel de construtora, de Mãe Primordial. Nas lendas europeias, Melusina e o seu marido Raymondin, dão origem à casa Lusignan uma dinastia nobre de Poitou, França, originária de Limousin, de condes e Reis de Jerusalém, Chipre e Arménia. (carece de mais estudo)

Em portugal temos a Lenda da Princesa Peralta, que foi transformada em Melusina por Vénus e deu nome a Castanheira de Pêra em Lousã (http://www.lendarium.org/narrative/lenda-da-princesa-peralta/).

No meio ergue-se um jovem homem Musculado, sobre um cavalo…Será um cavalo? Efectivamente não é só um cavalo, é um Hippocampos, personagem filho de Poseidon, Rei dos mares, criado a partir de espuma do mar, metade cavalo, metade peixe…Dominar este animal (Hippokampoi em grego = Cavalo Monstro) é dominar o Mar, e é assim que este Jovem, que representa o Povo Português dominou o Monstro Marinho, e de certa forma, usa o meio de transporte do próprio Deus…domina-o e das mãos de uma criança, que na minha interpretação é o futuro, recebe uma caravela…O Veiculo utilizado por nosso povo valoroso, conquistador das águas, para que unisse por mar aquilo que jamais de separa-se…O Mundo.

Fonte Luminosa, Lisboa, Portugal

Até a própria localização da Fonte na Alameda que homenageia o primeiro Rei de Portugal, cuja a Raça e Sangue conquistadores se traduziu na Diáspora…esta é a nossa herança…

Os paineis de Jorge Barradas, representam cenas campestres em cuja água está presente. Cenas de lavoura e colheita, no painel Central lá está a figura feminina segurando a vasilha…O receptáculo.  Ver imagem em:

http://www.flickr.com/photos/biblarte/4266057451/in/set-72157623189694458/lightbox/
http://www.flickr.com/photos/biblarte/4266804782/in/set-72157623189694458

Um grande ode à Portugalidade!!

*Cariátides – Colunas em forma de mulhres que suportam na cabeça o peso  do entablamento e da cobertura do templo designado  de Erectéion (wikipédia)

1ª imagem – Alexandre Cibrão

Anúncios
Esse post foi publicado em terramoto de 1755. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s